quarta-feira, 22 de julho de 2009

mais um email para um amigo muito especial...

Querido Amigo muito especial...


Não gosto quando te auto denominas fala-barato...
Fico triste. Gosto de te ouvir falar e ainda gostei mais de te ler. Prefiro que digas que és um Saramago da linguagem...
Tal como ele, não existe barreiras no discurso. Tu és o teu discurso, por isso nada tens de fala-barato (entendido no sentido de banha da cobra e contos de carochinha).

Obrigada pelo email. Ainda não o imprimi pois estou com o portátil. Quando me sentar no fixo, aí sim imprimo. Vai ser bom ler, e voltar a ler o que ali está escrito.
Comigo acontece que muito facilmente esqueço do caminho e das indicações que me dão (isto na condução), mas também acontece em relação aos ensinamentos que vou recebendo. Sei que não preciso necessariamente de o ter escrito e de o ler constantemente (sei que se me sentir a duvidar, posso sempre ligar a um amigo muito especial que me falará suavemente e de forma tão delicada que as palavras se diluem e apenas ficam as mensagens, os significados) mas será bom ter mais um texto no meu livrinho das anotações que trago comigo (pode acontecer que o amigo esteja a dormir ou a fazer algo que não possa ser interrompido ou esteja cansado).

Obrigada por mais um passo em que me acompanhas numa caminhada que aos poucos vai parecendo mais fácil de fazer.

Não sei se este email chegará ao destino, visto que os outros dois não foram entregues.

De qualquer forma,

Um beijo grande, amigo especial.

2 comentários:

manuel marques disse...

Um amigo é alguém que nos quer
assim como somos.

Alguém muito especial e tão próximo dos nossos
pensamentos que distancia alguma
poderá ser longe.

Um amigo é alguém que ao cumprimentar nos faz feliz. Um
amigo é alguém que nos compreende sem necessidade
de palavras e permanecem próximos quando
as coisas não saem bem.

é alguém que está sempre disposto a escutar nossos
problemas e nos ajudar a solucioná-los.

Abraço.

PedrasTuas disse...

Obrigada querido Manuel... Posso dizer amigo Manuel... tem-me acompanhado em tempos muito complicados e não desistiu mesmo apesar do musgo e da distância. Tem sempre uma palvra simpática e bela para me tornar a manhã ou a noite mais sorridente. Obrigada!!E obrigada pela sua Vila Poema que me oferece refúgios e momentos sempre muito agradáveis....

Um abraço muito amigo!